Moradores do hoje nominado popularmente como Residencial Novo Jardim Castelão, fruto de ocupação de conjunto habitacional do Programa de Requalificação Urbana com Inclusão Social (Preurbis), no Bairro Barroso II, no entorno do Rio Cocó, em Fortaleza, participarão de audiência pública, a ser realizada no próximo dia 20, quarta-feira, às 14h, na Câmara Municipal de Fortaleza.

A atividade atende requerimento da vereadora Eliana Gomes. Conforme o grupo de moradores que solicitou o debate, eles buscam a garantia pelo poder público municipal da posse das moradias. Mais de 800 famílias ocuparam 816 apartamentos. Eles ingressaram nos imóveis a madrugada do dia 30 de outubro de 2012 e, de lá para cá, vêm se consolidando no local.

Na época, a obra do empreendimento estava com 64% dos trabalhos concluídos. Segundo os habitantes da comunidade, duas ações de reintegração de posse foram pedidas pela Prefeitura, mas ambas foram negadas e o assunto foi mediado ao longo deste tempo pelo Ministério Público. As famílias fundaram a associação Novo Jardim Castelão para representá-las.

Mais reivindicações

O conjunto habitacional ocupado na área do Barroso II está localizado em um terreno de 88 mil metros quadrados.

Além de garantia de permanência no terreno, os moradores pedem a construção dos  equipamentos originais do projeto, que são quadras esportivas, um centro de convivência, uma creche, área de lazer, estacionamento, parque, via, passeio e ciclovia. Também constam como súplicas da comunidade, a continuação da urbanização, infra-estrutura urbana e atuação social, além da recuperação do corredor ecológico situado na Bacia do Rio Cocó. As famílias vivem, desde a ocupação, com saneamento precário.

Além de tudo isso, entrará em debate a grande insegurança e violência vivenciada no Residencial, que é destaque constantemente as manchetes de jornal com situações de homicídios.

Sendo assim, foram convidados para a audiência a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Habitacional (Habitafor), a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (ETUFOR), a Secretaria Municipal da Educação, a Secretaria Municipal de Saúde, a Secretaria Municipal de Infraestrutura, a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) e a Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE).