Em sua terceira passagem pela Câmara Municipal de Fortaleza, a vereadora Eliana Gomes (PCdoB) realiza o balanço dos seis primeiros meses de mandato na atual legislatura. Neste período de grande produção, a comunista propôs medidas que beneficiam e influenciam as vidas de mulheres e homens de todas as idades, principalmente trabalhadores e trabalhadoras.

De acordo com a parlamentar, as ações implementadas, assim como as proposituras mostram que o mandato tem estado ao lado dos movimentos sociais e populares, recolhendo e debatendo ideias e sugestões para propor no parlamento caminhos para uma cidade mais justa e progressista.

Até o momento, Eliana apresentou seis Projetos de Indicação, dois Projetos de Resolução e três Projetos de Lei Ordinária.

Requerimentos

Parlamentar levou a luta contra o golpe e por eleições diretas para o Plenário da Câmara. Foto: Rafael Mesquita

Foram 183 requerimentos apresentados, que incluem solicitação de recapeamentos asfálticos, iluminação pública na cor branca, pavimentação, limpeza e saneamento, assim como atendendo as reivindicações das comunidades do bairro Ellery, Álvaro Weyne, José Walter, Alameda das Palmeiras (Messejana), Dias Macedo, Goiabeiras, Conjunto Casa e Renda, Conjunto Ceará, Genibaú, Monte Castelo, Barra do Ceará, Aracapé, Presidente Vargas, Rodolfo Teófilo, Granja Portugal, Bom Jardim, Pirambu, São Cristóvão/Campo Estrela, Henrique Jorge, Parque Santana (Mudubim), Curió, Parque São João (Siqueira) e Bairro de Fátima.

Os requerimentos também levam em consideração as propostas de requalificação urbana, saneamento básico e funcionamento de equipamentos públicos, além da discussão de questões fundamentais para a cidade.
Já entre os debates encabeçados pelo mandato em reuniões, audiências, rodas de conversas e debates estão os temas: reforma da previdência; combate à exploração sexual de crianças e adolescentes; defesa do consumidor; Parque Raquel de Queiroz; situação das creches do município; política municipal de melhorias habitacionais; política municipal de regularização fundiária; condição da população em situação de rua; Conselho Municipal de Política sobre Drogas; direitos dos educadores sociais; situação das praças e logradouros públicos; saneamento básico de Fortaleza; e o projeto de urbanização do Rio Maranguapinho.

No dia 8 de março, vereadora do povo foi às ruas contra o machismo, o retrocesso e a violência contra a mulher. Foto: Rafael Mesquita

Produtivo, o mandato realizou 62 encontros, reuniões e atividades com mulheres, lideranças comunitárias, movimentos sociais, populares, sindicalistas e jovens em vários locais da cidade e nos muitos bairros visitados em poucos meses. Nas várias ocasiões, buscou-se efetivar um processo de construção conjunta e de escuta popular, para que a atuação parlamentar represente exatamente os anseios da população, especialmente suas prioridades e emergências.

“Apresentei vários requerimentos, atendendo vários pedidos da população. E quero continuar trabalhando por Fortaleza. Também aproveitei as visitas a cada canto de nossa cidade para levar o debate sobre a resistência que nós trabalhadores precisamos encampar diante da tão difícil conjuntura nacional, onde, por meio de um golpe, estão caçando nossos direitos sociais, trabalhistas e previdenciários”, destaca Eliana Gomes.

Papel de fiscalização

Também primando pelo papel de fiscalização que cabe a todo vereador e a toda vereadora, Eliana realizou o acompanhamento do funcionamento do Hospital da Mulher de Fortaleza; Conselhos Tutelares; e Postos de Saúde. A parlamentar também lidera campanha pela imediata abertura para funcionamento da Casa da Mulher Brasileira.