Sessão solene na Câmara Municipal de Fortaleza nesta terça-feira, 31, celebrou os 50 anos de existência da Cáritas Arquidiocesana de Fortaleza. Proposta pela vereadora Eliana Gomes (PCdoB), a homenagem foi subscrita pelos vereadores Jorge Pinheiro (PSDC), Larissa Gaspar (PPL) e Emanuel Acrízio (PRP), ressaltando o papel da instituição na melhoria de vida da população fortalezense, auxiliando as pessoas em situação de vulnerabilidade social.

“A Cáritas completa 50 anos de uma caminhada longa, de enfrentamento de muitos problemas sociais, em busca de uma sociedade mais justa e igualitária”, destacou Eliana Gomes. A parlamentar ressaltou o empenho da instituição no apoio ao desenvolvimento humano da cidade, reavivando a luta da população na garantia de direitos básicos, como saúde e educação. “Obrigado por vocês existirem e lutar por pessoas sem condições, ninguém nasceu pra viver dentro d’água e nem morando em baixo de pontes e viadutos”, pontuou Eliana Gomes.

A solenidade reconheceu ainda o trabalho de várias personagens da história Cáritas Arquidiocesana: a irmã Rosália Alencar Alves; Olinda Marques; José Borzacchielo da Silva; Padre Emílio José; Marcos Stênio Teixeira; Maria da Conceição de Almeida; Maria Brandes; Liana Matias Costa; Cristina França; Maria Valdicélia Cavalcante Lopes; Ana Maria de Freitas; Padre Luis Fernando Martins Cabral e Padre Lino Allegri.

Representando a Cáritas Arquidiocesana de Fortaleza, o padre Luiz Sartoreu, agradeceu o reconhecimento da Casa do Povo ao trabalho da organização. “Antes de tudo queria evidenciar o sentimento de agradecimento por este momento, pois acredito que não é somente um momento que celebramos 50 anos de caminhada, mas um momento que a gente reconhece que é possível e necessário trabalhar para fazer das pessoas que vivem marginalizadas sujeitos da sua própria história e libertação”, atentou. A celebração da história da Cáritas, como apontou o padre Luiz Sartoreu, remete a história do povo brasileiro na luta pela emancipação e de conquista da cidadania.

A ocasião contou com a participação dos vereadores Jorge Pinheiro e Emanuel Acrízio; do membro da Habitafor, Luis Arruda;  Dalva Barros, ex-integrante da Caritas Viçosa; e Fernanda Gonçalves representando a Pastoral do Povo da Rua.

Histórico da Cáritas Arquidiocesana 

A Cáritas Arquidiocesana de Fortaleza foi fundada em 15 de outubro de 1967 como um organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. A instituição tem como objetivo “promover e animar o serviço de solidariedade ecumênica libertadora, participar de ações em defesa da vida, da organização popular e da construção de um projeto de sociedade a partir dos excluídos e excluídas, contribuindo para a conquista da cidadania plena para todas as pessoas a caminho do Reino de Deus” (Informações do Site da entidade).

50 ANOS DA CÁRITAS FORTALEZA

A vereadora Eliana Gomes (PCdoB) realiza sessão solene em comemoração aos 50 anos de existência da Cárita Arquidiocesana de Fortaleza.

Publicado por Câmara Municipal de Fortaleza em Terça-feira, 31 de outubro de 2017

Fonte: CMFOr