A Câmara Municipal de Fortaleza realizou nesta segunda-feira (17), Sessão Solene para a entrega do Título de Cidadão Honorífico de Fortaleza ao Jornalista Rodrigo Coelho Vargas. A homenagem foi proposta através do Projeto de Decreto Legislativo 060/2016 do então vereador Evaldo Lima  e aconteceu por iniciativa da vereadora Eliana Gomes (PCdoB). A Mesa contou com a presença do secretário de Cultura de Fortaleza e propositor dessa homenagem, Evaldo Lima, e do deputado federal Chico Lopes (PCdoB).

Em sua saudação ao homenageado e aos presentes, a vereadora destacou a presença da filha do homenageado, Sofia, afirmando que ela deve ter orgulho de seu pai, que muito trabalha pelo jornalismo e entretenimento do povo cearense. “Essa casa tem muito orgulho em fazer a entrega do título de Cidadão a esse jovem jornalista. É bom mostrar as coisas boas dessa cidade e você faz isso com maestria. Portanto, é uma honra estar ao seu lado e do vereador licenciado e secretário de Cultura, Evaldo Lima, nessa justa homenagem,” pontuou a parlamentar.

Em seguida, Evaldo Lima, que propôs a homenagem quando do exercício de vereador, iniciou sua fala destacando a história da vereadora Eliana Gomes, na luta pelas camadas mais pobres, que para ele representa muito da complexidade de nossa cidade. “Quero agradecer a senhora por ter essa iniciativa e sensibilidade de resgatar esse decreto, em nome do Rodrigo e dos seus muitos amigos. A cartografia da Câmara parece um coliseu, onde de um lado fica a situação e de outro a oposição. São raras as oportunidades que conseguimos unir as bancadas. Mas a concessão desse título foi aprovada por unanimidade. Rodrigo é meu amigo, cidadão do mundo e agora cidadão de Fortaleza”, pontuou.

Evaldo afirmou que no programa “Da Hora” na TV União, Rodrigo foi o primeiro apresentador que dialogava com as várias camadas da juventude de Fortaleza. Assistir o Da Hora era um programa que nos fazia parar para pensar. Ele convidava pessoas de várias áreas políticas e de ideologias e fazia um debate bem mediado. Numa época que estamos é bom distribuir gentilezas. Rodrigo é assim, trata todos da mesma forma, seja alguém detentor do poder seja a pessoa da classe baixa. Sofia, tenha muito orgulho desse seu pai, cidadão de Fortaleza. Um grande abraço conterrâneo!”, destacou.

Após receber o titulo de cidadão, Rodrigo Vargas, afirmou ser este um dia muito especial para ele. “O dia que essa casa me homenageia. É uma honra e ao mesmo tempo me comove pela forte simbologia que tem. Nesse dia recaem sobre mim memorias, algumas até esquecidas, desde aquele janeiro de 2003, que me mudei para Fortaleza. Na Praia do Futuro descobri duas coisas: não sou muito de praia, mas sou acima de tudo um cearense. Tenho o bom humor, garra, capacidade de se recriar desse povo que sempre morou aqui. A gente não escolhe onde nasce, mas se dá o direito de viver onde quer. Esse título é uma chancela de uma história de amor, de muitas trocas e muito respeito. Só pude oferecer  o jornalismo, pouco diante que essa cidade me ofereceu. Parafraseando Raquel de Queiroz: cada coisa tem sua hora e cada hora o seu cuidado. Obrigado hoje e sempre!” finalizou.

Perfil

Rodrigo Coelho Vargas nasceu em Goiânia, Goiás, em 14 de dezembro de 1976. Filho de Virgínia Lúcia Coelho Mascarenhas e pai não declarado. Pais se separaram antes mesmo de nascer e junto com a mãe foi morar na casa dos avós em Brasília. Quando a mãe se casou novamente e foi morar no Maranhão (terra natal dos avós). Ficou morando com eles. Morou também em Porangatu (GO), Balsas (MA), Palmas (TO), Londres (ING) e por último Fortaleza (CE).

Depois de um período de estudos em Londres, voltou para o Brasil na perspectiva de ir para o Canadá. Os primos – que tinham transferido as faculdades para Fortaleza, vindos de Goiânia e São Paulo – o convidaram para que passasse seis meses na capital cearense antes de voltar ao exterior em janeiro de 2003, chegou à Fortaleza com apenas 400 reais no bolso Nunca mais deixou a cidade!

Rodrigo fez parte do grupo que fundou a TV União em 2003. Foi o primeiro apresentador a fazer um programa ao vivo, o primeiro repórter a transmitir ao vivo e o primeiro VJ a conduzir um debate com candidatos a prefeito de Fortaleza. Deixou a TV União como coordenador de jornalismo em 2009 para fazer parte do projeto do primeiro programa de entretenimento da TV Verdes Mares, afiliada à TV Globo no Ceará. Depois de emplacar o “Se liqa” conduzi-lo por 2 anos, seguiu para o maior projeto da sua vida, o “Nosso Ceará – a cara da gente!” Em quatro anos são quase 200 personagens que de alguma forma traduzem o espírito cearense. Invisíveis contribuintes para a história de todo um povo.

Rodrigo coordena um núcleo cultural encabeçado pelo Nosso Ceará o que é formado também pelo programa Pelo Cariri, apresentado por ele e que só é transmitido na região do Cariri e pelo quadro Cariri em Cena, conduzido pela Jornalista Biana Alencar. A história profissional consolidada aconteceu em Fortaleza e foi embasada pela formação em jornalismo concluída na capital cearense e agora por um novo desafio, como estudante de psicologia. Além de todas essas vitórias, a maior deles chama-se Sophia. Sua filha nascida em Fortaleza em 2006.

Os laços com a cidade são inegáveis e o seu amor por ela também!

Fonte: Câmara Municipal de Fortaleza