Reproduzimos agora nota de repúdio da União Brasileira de Mulheres (UBM) ao pronunciamento da deputada federal Gorete Pereira (PR-CE) sobre a execução da Vereadora Marielle Franco (PSOL- RJ) em vídeo veiculado nas redes sociais. Aproveito para ratificar cada palavra do texto oficial da UBM, ao mesmo tempo em que me indigno diante da nojenta posição da deputada golpista.

A União Brasileira de Mulheres/ Ceará vem, por meio desta , repudiar o posicionamento da Deputada Federal Gorete Pereira ( PR- Ce) quanto à execução da Vereadora Marielle Franco.

Repudiamos com veemência a postura odiosa da referida parlamentar ao culpabilizar Marielle Franco pela atrocidade mortal a qual foi submetida no último dia 14 de março de 2018.

A vereadora foi executada por seus firmes posicionamentos de defesa incontestável da democracia, soberania e direitos humanos, em especial da população pobre, negra e jovem alvo principal da truculência policial, fruto da agudização do golpe de estado que assola nosso país.

Marielle foi executada pela criminalização galopante do direito de lutar. Foi executada por não ter se calado frente ao fascismo que assombra nossos dias. Foi executada pela brutalidade do atual governo ilegítimo que retira direitos dos trabalhadores e trabalhadoras brasileirxs.

Não admitimos que uma parlamentar mulher, eleita pelo voto legítimo, adote tal postura em relação às mulheres e aos lutadores e lutadoras do povo.

Exigimos imediata retratação da Deputada Federal Gorete Pereira, ao mesmo tempo que nos irmanamos às que lutam, todos os dias, a vida inteira, sem temer!

Por Marielle, por nós e por cada uma de nós!

Fortaleza, 20 de março de 2018

União Brasileira de Mulheres – UBM/CE