90% dos parlamentares votaram contra o povo nos últimos meses

Os brasileiros testemunharam ao longo dos últimos meses a destruição de diversos direitos. Entre os exemplos, está a Lei da Terceirização irrestrita, da reforma trabalhista e a Emenda 95 (congelamento dos investimentos em saúde, educação, assistência social e etc. por 20 anos). Além de tudo isso, o golpe de misericórdia viria com a Reforma da Previdência, que volta para a pauta do Congresso no dia 19 de fevereiro, mas é mais rejeita até entre os atuais parlamentares.

Mas o problema é que para continuarem no poder, os políticos estão legislando em causa própria, visando blindar seus interesses. Não há como confiar num Congresso que vira e mexe, tenta aprovar algum absurdo na base do “vai que cola”, enquanto a população precisa ficar permanentemente em estado de alerta e ter que ir para as ruas praticamente todas as semanas tentar impedir que projetos absurdos prosperem na Câmara ou no Senado.

Esta geração de políticos está, a maioria, apodrecida, carcomida pelos vícios das ilicitudes com que vêm manejando seus interesses nos últimos tempos. Uns e outros se salvam em meio as centenas de deputados e as dezenas de senadores. Por isso, não alcançamos nem 1/3 da Câmara ou do Senado nas votações de interesse popular.

90% dos parlamentares votaram contra o povo nos últimos meses. Por isso, é preciso substituir os abutres no Senado, na Câmara dos Deputados e nas assembleias legislativas. É hora de devolver o brasil para os brasileiros.

Sendo assim, vamos juntos denunciar os golpistas e lutar para que estes não voltem ao poder em 2019. É hora de resistir e lutar contra o retrocesso e contra os aliados do capital internacional, que querem destruir nossos direitos e nos devolver para a situação análoga à escravidão.

Compartilhe o material gentilmente cedido pela Fetamce e vamos mobilizar o nosso povo pra essa tarefa crucial: eleger um congresso do povo, da classe trabalhadora.

QUEM VOTOU CONTRA A CLASSE TRABALHADORA: