Para comemorar os 64 anos de fundação do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce), a Câmara Municipal de Fortaleza, conforme requerimento da vereadora Eliana Gomes (PCdoB), realizará Sessão Solene, no dia 30 de maio, às 19h, no Plenário. Na oportunidade, além da entidade, também serão homenageados os jornalistas Miguel Macedo, Samira de Castro, Emília Augusta Bedê e Carolina Campos.

“Para nós, será uma honra homenagear esta entidade de luta, que defende não só a categoria dos Jornalistas, mas é um pilar de manutenção da Democracia. Parabéns aos camaradas jornalistas que na atividade sindical e no exercício profissional provam os verdadeiros valores da profissão”, afirma a vereadora Eliana Gomes.

CONFIRA OS PERFIS DOS HOMENAGEADOS:

CAROLINA CAMPOS
Carolina Campos de Oliveira é jornalista, formada pela Universidade Federal do Ceará desde 2001. Ainda estudante, iniciou sua atuação profissional nas TVs Verdes Mares e Cidade, com foco em produção e edição de telejornais. Sua trajetória na área de Assessoria de Comunicação iniciou-se ainda em 2002, com passagem pela Associação do Ministério Público do Ceará; Gabinete do então deputado estadual Chico Lopes (PCdoB) e Prefeitura de Fortaleza, na Secretaria Executiva Regional I (Gestões de Mariano Freitas e Ana Lúcia Viana).
Também atuou nas campanhas eleitorais municipais de 2008, 2012 e 2016, além prestar serviço ao Governo do Estado, na Secretaria do Esporte (Gestão de Gilvan Paiva) e ao PCdoB, onde atualmente exerce a profissão e é responsável pelo caderno cearense do Portal Vermelho.

EMÍLIA AUGUSTA BEDÊ
Emília Augusta Furtado Pamplona Bedê é jornalista formada pela Universidade Federal do Ceará em 1977, e em Relações Públicas, em 1981, também pela UFC. Começou a trabalhar já no segundo ano de faculdade como repórter de vídeo da TV Verdes Mares, exercendo ainda nesta empresa as funções de redatora e de editora do Jornal do Meio Dia, hoje denominado CETV Primeira Edição.
Depois de 11 anos trabalhando em televisão, optou pelo jornal impresso, sendo contratada em 1987 pelo jornal O Povo, onde atuou nas editorias de Política e de Cidades (Cotidiano). Em 1984, assumiu o cargo de Diretora de Produção da TV Ceará – TVC. Paralelamente ao seu trabalho nas redações de jornal e de TV, sempre se dedicou à função de assessora de imprensa: Trabalhou na assessoria de comunicação dos governos Virgílio Távora e Gonzaga Mota. Foi assessora de imprensa do Conselho Cearense dos Direitos da Mulher, participando ativamente do movimento feminista da época.
Atuou também como assessora de imprensa do CREA-CE, da OAB-CE e do Sindicato dos Médicos do Estado do Ceará. Emília também foi, por dois mandatos consecutivos, assessora de imprensa do então deputado estadual Eudoro Santana, sendo, desde 2002, assessora de imprensa do ex-deputado federal e ex-senador, Inácio Arruda. Atualmente exerce a função de Assessora de Comunicação da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Governo do Estado do Ceará. Foi diretora do Sindicato dos Jornalistas no Estado do Ceará por várias gestões e é, atualmente, Diretora de Comunicação da Associação Cearense de Imprensa – ACI.

MIGUEL MACEDO
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Ceará em 1984, é sindicalizado desde o mesmo ano. Desde 2006, é professor do Curso de Jornalismo no Centro Universitário 7 de Setembro (UNI7), em Fortaleza. Estuda e pesquisa temas nas áreas de jornalismo impresso, jornalismo cultural, literário e de revista, webjornalismo e assessoria de comunicação.
Ensina em Pós-Graduação na Universidade de Fortaleza (Unifor) e Centro Universitário Estácio. Especialista em Turismo e Meio Ambiente, pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) tem Mestrado em Gestão de Negócios Turísticos, também pela UECE, com experiência nas áreas de meio ambiente e turismo desde 1992.
Iniciou carreira em 1984 como repórter da Editoria de Cidade, no jornal O Povo. Em seguida, passou a redator e editor do Segundo Caderno, atual Vida & Arte, no mesmo jornal. Foi diretor de Jornalismo da TV Ceará e Chefe de Reportagem do jornal Diário do Nordeste.
Como freelancer, trabalhou na revista 28º, da Editora Abril. É autor do Guia de Praias do Ceará, em parceria com o jornalista Flávio Paiva, e editado pela Fundação Demócrito Rocha. De dezembro de 1992 a dezembro de 2010 exerceu a função de Coordenador de Projetos da Fundação Konrad Adenauer. Em 2011, foi assessor de Comunicação da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia AfroBrasileira (Unilab), em Redenção – CE. Atualmente, além de professor na Uni7, onde está há 11 anos, também atua como consultor na área da Comunicação, compartilhando conhecimentos e incentivando novas experimentações.

SAMIRA DE CASTRO
Jornalista, graduada pela Universidade Federal do Ceará (UFC) em 1998, com pós-graduação em Gestão da Comunicação nas Organizações (Cetrede/UFC), É Repórter do Diário do Nordeste, editoria de Reportagem, afastada para exercer mandato sindical, e assessora de Comunicação da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (Adpec). É presidente do Sindjorce e 2ª Tesoureira da Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ, reeleita em ambos.
Apaixonada pelo jornalismo impresso, iniciou a carreira no Diário do Nordeste em 1997, ainda estudante. Antes, estagiou na Assessoria de Comunicação da Diretoria Regional dos Correios no Ceará, coordenando a revista em quadrinhos “As aventuras do Pombo-Correio”. Trabalhou como freelancer para as revistas Veja Fortaleza, Nordeste XXI, Eco Brasil, entre outras.
Integra o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos do Estado do Ceará e figura entre os 200 jornalistas mais premiados do Brasil de todos os tempos, integrando também a lista dos 50 mais premiados do Nordeste, segundo o Portal Jornalistas & Companhia.
Venceu, entre outros, o I Prêmio Luiz Gushiken de Jornalismo Sindical e Popular (2014), Categoria Especial, com o material “Campanha de Segurança para Jornalistas”; Prêmio Embrapa de Reportagem – Especial 41 anos (2013), na categoria Mídia Impressa, com a série de três cadernos “Retrato Sertanejo”, em co-autoria com Maristela Crispim, Iracema Sales e Fernando Maia. Venceu o Jornalistas&Cia/HSBC de Imprensa e Sustentabilidade, nas categorias Mídia Nacional/Jornal e Grande Prêmio, com o mesmo trabalho, em 2011. E mais: Massey Ferguson de Jornalismo 2010, categoria Jornal, com a reportagem Ceará – Terra das Flores; BNB de Jornalismo Edições 2003, 2005, 2006 e 2011 – todos em co-autoria; o III Prêmio Ebape/FGV/ Ministério do Turismo 2006, Categoria Reportagem, com a série “Nordeste: Vocação Turismo”; e os prêmios ACI de Jornalismo 2008 e 2009, na categoria Américo Barreira.