A Câmara Municipal de Fortaleza realizou na tarde da última sexta-feira, 15, sessão especial em alusão ao Dia do Educador Social, celebrado em 19 de setembro. A solenidade, de autoria do vereador Iraguassú Filho (PDT), realizada em parceria com a vereadora Eliana Gomes (PCdoB), evidenciou o trabalho que os profissional da educação social vem realizando ao longo dos anos na mediação dos interesses da população em situação de vulnerabilidade, tendo como base as diretrizes defendidas por Paulo Freire.

Foto: Assessoria Iraguassú Filho

“Neste dia realizamos essa sessão extremamente justa, um profissional que não é valorizado pela própria sociedade”, apontou Iraguassú Filho. O parlamentar reforçou a importância de reconhecer a profissão de educador social, para se buscar melhorias aos profissionais que desempenham um papel fundamental na educação e mediação de conflitos com diversas camadas da sociedade. “O educador social é o elo para se resgatar direitos das pessoas em situação de vulnerabilidade, do diálogo com as pessoas em situação de rua”, ressaltou Iraguassú Filho, relembrando a atuação dos profissionais na realização do estudos sobre a situação da população, sendo um profissional qualificado para a mediação dos interesses da sociedade.

Foto: Assessoria Eliana Gomes

Enquanto também educadora social, Eliana Gomes reafirmou o compromisso com a categoria, parabenizando aos profissionais pelo trabalho que realizam junto às comunidades. “Nós apostamos que a nossa luta seja reconhecida, não somente pelo povo, mas pelo poder público. Nós (educadores sociais) muitas vezes deixamos as nossas casas para cuidar de outras pessoas”, destacou a parlamentar.

Eliana é autora do projeto de indicação que deu origem à Lei 9958/2012, que regulamenta, no âmbito do município de Fortaleza, a profissão de educador e educadora social. Sendo assim, o evento também debateu com o Executivo e com os profissionais da área os avanços e desafios colocados deste a criação do instrumento legal.

O deputado federal Chico Lopes (PCdoB), autor do projeto de lei nº 5346/2009, que dispõe sobre a regulamentação da profissão de educador e educadora social no Brasil, evidenciou o compromisso com a categoria e a necessidade de reconhecer a atuação destes profissionais.

Foto: Assessoria Eliana Gomes

Já a presidente da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), Tânia Gurgel, destacou o momento como uma valorização da profissão e de incentivo aos educadores na luta diária. “O papel de vocês é algo sublime”, salientou, frisando a atuação dos educadores sociais na formação de crianças e adolescentes.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Instituições de Estudos, Pesquisas e Assistência ao Bem-Estar da Criança e do Adolescente do Estado do Ceará – SINTBEM/CE, Vera Santos. agradeceu a homenagem da Câmara Municipal, reforçando a luta dos profissionais no exercício da profissão. A sindicalista evidenciou a importância do momento e que os educadores sociais devem estar unidos para fazer valer a legislação que regulamentação a profissão.

Com informações da Câmara Municipal de Fortaleza

Foto destaque: Assessoria do vereador Iraguassú Filho